Esteja ciente dos riscos de sua cirurgia e ajude a minimizá-los


Se você deseja se submeter a uma cirurgia plástica, é fundamental que você procure realizá-la da maneira mais segura possível e que saiba dos riscos que está correndo. Diversos fatores independem da vontade do paciente ou do médico, e você precisa estar ciente dos mesmos e possuir uma visão realista das possibilidades da sua cirurgia plástica. Por isso, elencamos algumas informações necessárias para quem procura realizar qualquer procedimento estético com segurança.


Primeiramente, é essencial encontrar o profissional certo, o qual deve estar registrado na SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) e, preferencialmente, ser bem recomendado. Não se arrisque a realizar um procedimento com alguém desconhecido ou que não lhe inspira confiança. Além disso, tenha o apoio de seus familiares ou responsáveis, pois isso apresenta impacto na sua própria confiança para realizar a cirurgia. Procure também estar certo de que quer se submeter ao processo, ou seja, não faça nada enquanto se sentir indeciso.


Durante o processo cirúrgico, existem riscos que independem da ação médica, como reações à anestesia e sangramentos. Raramente, podem ocorrer também infecções. Já no pós-operatório, é possível que ocorra má cicatrização, como cicatrizes hipertrofiadas e queloides. Contudo, nesses casos, há amenização a partir de tratamentos, sendo que as possibilidades de má cicatrização podem ser previstas a partir da análise da pele e dos hábitos do paciente. Quem fuma, por exemplo, apresenta mais chances de desenvolver o quadro, e por isso recomenda-se que o paciente fique no mínimo 30 dias sem fumar para estar apto a realizar o procedimento. Se quiser, você pode ler mais sobre as recomendações médicas nesse post.


Nas cirurgias que inserem implantes de silicone no corpo, em específico, não há como prever quadros de rejeição da prótese. Em implantes mamários, por exemplo, cerca de 3% das mulheres no período de um ano rejeitam a prótese e, somado a isso, as cirurgias realizadas na região dos seios podem causar insensibilidade temporária nas aréolas. Já nas cirurgias abdominais, em alguns casos pode ocorrer a distorção do umbigo, o que se torna um incômodo para os pacientes. Nas lipoaspirações, por sua vez, é possível que ocorra acúmulo de líquido na região lipoaspirada, porém tal imprevisto é facilmente resolvido.


No entanto, você não precisa se alarmar. As tecnologias disponíveis na medicina de hoje tornam os riscos cada vez menores, e você também pode ajudar a minimizá-los a partir das atitudes certas, as quais podem ser visualizadas nesse post.


Featured Posts
Recent Posts
Posts em breve
Fique ligado...
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Av. Cristóvão Colombo, 3084,

Porto Alegre, RS, Brazil 90560-005

T +55 51 3362 3530

equipe@drviniciuslima.com

  • Facebook Social Icon
  • Screen Shot 2015-08-11 at 11.35.03 AM.png

© 2023 Dr Vinicius Lima. All rights reserved

Ganhe um livro de presente!

Clique aqui na capa e ganhe acesso imediato ao livro Sem Dúvida! Respostas Completas Sobre Cirurgia Plástica, criado pelo Dr. Vinícius para responder às 80 perguntas mais frequentes em consultório